O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

[Grocery&Drinks] O futuro do grocery, alimentos e bebidas no digital

72 visualizações

Publicada em

Fabio Cipriani, Global Director da Modelez Internacional fala do futuro do grocery, alimentos e bebidas no digital.

Saiba mais em https://eventos.ecommercebrasil.com.br/congresso-grocery/

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

[Grocery&Drinks] O futuro do grocery, alimentos e bebidas no digital

  1. 1. O FUTURO DO GROCERY ALiMENTOS E BEBiDAS NO DiGiTAL Fabio Cipriani Global eCommerce Digital Solutions Director Mondelēz International 22 de Outubro, 2020
  2. 2. AGENDA • PARA ONDE VAMOS NA CATEGORiA • COMO A MONDELĒZ ATUA NO ECOMMERCE E DESAFiOS • FORÇAS QUE VÃO iNFLUENCiAR O FUTURO DO GROCERY • O QUE ANDAM FAZENDO OS VAREJiSTAS? • SE PREPARANDO PARA O FUTURO
  3. 3. CONTEXTO: NENHUMA NOVIDADE, MAS QUERIA COMEÇAR COM A RESPOSTA 7% 8% 9% 10% 11% 12% 13% 14% 15% 16% 17% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% Participação e crescimento no eCommerce global por categoria - 2019-2024 Fonte: Edge by Ascential, 2020 Alimentos e Bebidas Saúde e Beleza Casa e Pet Móveis e Decoração Moda Lazer Eletroeletrônicos Escritório Outros Foodservice Média de participação de todas as categorias (25,2%) Média de CAGR de todas as categorias (13,2%) Participação do eCommerce no total de vendas (2019) CrescimentoprevistoCAGR2019-2024(%) Líderes de categoria Alto potencial de crescimento Vendas no eCommerce da categoria 2019 (USD bn) $500 $200 $80 Participação do eCommerce: 3,4% Crescimento médio até 2024: +13,6% Vendas no eCommerce 2019: $85,5bn O FUTURO DO GROCERY É CRESCER • Alimentos e bebidas no eCommerce estava vindo atrás de outras categorias por questões de hábitos do consumidor e logística • Baixo preço por item também era um agravante, mas o varejo vem se adaptando com entregas flexíveis e O2O (onde estão os famosos ‘Last Milers’) • COVID acelerou o gráfico ao lado e um montão de oportunidades. Não tem volta.
  4. 4. MONDELEZ ECOMMERCE: US$1.2BN EM 2020 (+60% VS 2019) B2C 80% eB2B 19% D2C 1% 50% 40% 5% 3% 1% B2C: VENDAS AO CONSUMiDOR ViA VAREJiSTAS ONLiNE EB2B: VENDAS ONLiNE PARA PEQ E MEDiO VAREJO (DiRETA OU iNDiRETA) D2C: VENDAS ONLiNE DiRETA AO CONSUMiDOR PARTICIPAÇÃO DAS CATEGORIAS MERCADOS 1. 2. 3. 4. 5. 8. … Acesso ao consumidor Incrementalidade Faturamento Complexidade para operar Acesso ao consumidor Incrementalidade Faturamento Complexidade para operar Foco no consumidor Aprender e explorar para acelerar ainda mais
  5. 5. AS FORÇAS QUE VÃO MOLDAR O FUTURO DE ALIMENTOS E BEBIDAS ONLINE • IMPOSTO DO PECADO • PRiVACiDADE (LGDP) • PREOCUPAÇÕES COM O MEiO-AMBiENTE • OFFLiNE + ONLiNE E A TRANSFORMAÇÃO EM ECOSSiSTEMAS DE DADOS E SERViÇOS • AUTOMAÇÃO E FLEXiBiLiDADE DE DA CADEiA DE SUPRiMENTOS • PARCERiAS PARA ENTREGA MAiS RÁPiDA ECONOMIA CONSUMIDOR TECNOLOGIA • INDEFiNiÇÃO DO FUTURO • REDEFiNiÇÃO DA PRiORiZAÇÃO DOS iNVESTiMENTOS E GASTOS • DETERiORAÇÃO DA CLASSE MÉDiA EM NÍVEL GLOBAL • ATENÇÃO PARA A SAÚDE E HiGiENE • TRABALHO REMOTO SE CONSOLiDANDO • DEMANDA POR RAPiDEZ E CONSUMO RESPONSÁVEL • NOVA GERAÇÃO DiGiTAL • PAGAMENTO FÁCiL CADA VEZ MAiS ACESSÍVEL • INTELiGÊNCiA ARTiFiCiAL APLiCADA EM CADA VEZ MAiS PROCESSOS • ECOMMERCE POR VOZ OU BOTS • INTEGRAÇÃO VAREJO / MARCAS DiRETA OU iNDiRETAMENTE ECOMMERCE POLÍTICAS
  6. 6. VAREJISTAS JÁ ANTECIPAM O POTENCIAL CRESCIMENTO DA CATEGORIA OFFLINE SE TRANSFORMA QUEM NÃO VENDIA VAI VENDER (E MUITO) ECOMMERCE EVOLUI Capitalizando o tamanho das suas operações, empresas de eCommerce consolidadas saem na frente do varejo tradicional Pequenos formatos, curadoria e experiência do consumidor, automação e lojas apenas para retirada de pedidos (dark stores) Modernização da tecnologia pelo aumento da demanda,expansão do varejo online para novos serviços e novos players entrando na categoria RELACIONAMENTO E RETENÇÃO DE CLIENTES CADEIA DE SUPRIMENTOS (RE)NASCIMENTO DO O2O Intensa pressão por transformação nas cadeias dos varejistas para atender a crescente demanda e aumentar a velocidade da operação Com o aumento da presença online, varejistas investem em streaming, oferta de receitas e reformulam programas de fidelidade O que já era forte na América Latina ficará ainda mais consolidado. iFood+SiteMercado, Uber+Cornershop, Rappi -> Superapp Sainsbury (UK) Experiência específica para rapidez e conveniência Cornershop (CL) Comprado pelo Uber no final de 2019 e atualmente em expansão acelerada Alibaba (China) Ampliação de serviços baseados nos dados de consumidores dentro do varejo Walmart (EUA) Seguindo Ocado, Walmart investe em robôs para seleção de produtos JD.com (China) Streaming de vídeo com música ao vivo para estimular venda de bebidas Amazon e Walmart (US) Participação de alimentos e bebidas no carrinho mostra poder dos líderes no eCommerce (2019) US$ 4.5B US$ 2.5B
  7. 7. ONDE ATUAR PARA CAPTURAR O MÁXIMO CRESCIMENTO REViSÃO DA CADEiA DE SUPRiMENTOS PARA PRiORiZAR ECOMMERCE FLEXiBiLiZAÇÃO DA PRODUÇÃO E MANUTENÇÃO DO CONTEÚDO DESENVOLVER OS CANAiS EMERGENTES DiFERENCiAR PRODUTOS DE ACORDO COM O CANAL REVER PORTFOLiO PARA OFERECER OPÇÕES SAUDÁVEiS ENCONTRAR FORMAS DE CONHECER MAiS SOBRE OS CONSUMiDORES AUTOMATiZAR A PRODUÇÃO DE iNTELiGÊNCiA E USAR IA/ML PARA ACELERAR DECiSÕES TESTE E ADOÇÃO DE iNOVAÇÃO COM BASE NA EVOLUÇÃO DOS PARCEiROS EXTERNOS PRIORIZAR MANTER O FOCO CONSTRUIR Marcas devem agir de forma rápida para ganhar participação de mercado nas suas categorias e investir mais em novos modelos de negócio (ex: D2C) que permitem um melhor entendimento sobre o consumidor
  8. 8. REVISÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Flexibilidade para priorizar o atendimento ao varejo online e conseguir oferecer produtos personalizados direta ou indiretamente ao consumidor B2C D2C • FALTA DE DiSPONiBiLiDADE DO PRODUTO NO VAREJO ONLiNE É FATAL PARA A VENDA Para atender melhor, empresas precisam revisar a priorização da distribuição para o eCommerce. Dropship (envio de produtos ao consumidor direto dos armazens próprios) virá como um passo futuro • BALANCEAR iNVESTiMENTOS À MEDiDA QUE O CANAL SE DESENVOLVE Início totalmente terceirizado e gradualmente evoluindo para um modelo próprio de acordo com o ritmo de crescimento e penetração nas vendas Processamento de pedidos Pagamento Gestão do inventário Envio TERCEiROS (MOR + VAD) TERCEiROSPRÓPRiO (MOR) PRÓPRiO 3OS 1. 2. 3.
  9. 9. FLEXIBILIZAÇÃO DA PRODUÇÃO E MANUTENÇÃO DO CONTEÚDO Para melhor distribuir conteúdo de mídia ou para o varejo online (Product Experience Mgmt - PXM), é preciso estruturar modelos de adaptação de conteúdo mais ágeis, permitindo personalização de conteúdo em escala CONTEÚDO DiGiTAL ORiGiNAL CONTEÚDO SOCiAL DiGiTAL TEMPLATES (WEBSiTE, DTC, CRM) MÍDiA PAGA COMPLEXO ECOMMERCE COMPLEXO CONTEÚDO CRiATiVO PRiNCiPAL (CRiAÇÃO DE VÍDEO PRiNCiPAL) ADAPTAÇÃO CRIATiVA DO CONTEÚDO (ENTREGA DE ADAPTAÇÕES CULTURAiS) VERSÕES (EX. AJUSTAR TAMANHO) ECOMMERCE SiMPLES MÍDiA PAGA SiMPLES CONTEÚDO SOBRE OS PRODUTOS Maior complexidadeMenor complexidade Alta criatividade Baixa criatividade ESCOPO DA AGÊNCiA DE MARCA ESCOPO DO PARCEiRO DE PRODUÇÃO
  10. 10. DESENVOLVER OS CANAIS EMERGENTES Enquanto os grandes varejistas encontram formas de distribuir por meio de parcerias, os canais emergentes (especificamente os ‘last milers’) passam a ser pontos de influência essenciais e uma forma de inclusão do pequeno e médio varejo e podem resgatar a compra por impulso ou de necessidade imediata • DESENVOLVER ESTRATÉGiAS DE CONTEÚDO E PRODUÇÃO, BEM COMO PRODUTOS QUE CONDiZEM COM AS NECESSiDADES DOS CONSUMiDORES DESSE CANAL • EXPLORAR A COMPRA POR iMPULSO ANTES E DEPOiS DO PEDiDO POR MEiO DE ACORDOS COM AS EMPRESAS • ESSAS EMPRESAS SÃO MAiS ABERTAS A COMPARTiLHAR DADOS SOBRE O COMPORTAMENTO DO CONSUMiDOR
  11. 11. DIFERENCIAR PRODUTOS DE ACORDO COM O CANAL Oferecer produtos adequados ao canal e a necessidade dos clientes aumenta as as vendas e melhora a margem dos produtos. Em D2C contribui para a visibilidade da marca e entendimento dos consumidores B2C D2C CORE EPACK VARIETY EPACK ECOM MULTIPACK EPACK ECOM MULTIPACK
  12. 12. REVER PORTFOLIO PARA OFERECER OPCOES SAUDÁVEIS De olho na tendência por consumo saudável e responsável, o eCommerce oferece uma plataforma simples e direta para testar novos produtos e futuramente expandir a venda de produtos saudáveis
  13. 13. ENCONTRAR FORMAS DE CONHECER MAIS SOBRE OS CONSUMIDORES Aqui vemos um dos maiores desafios para a indústria de Alimentos e Bebidas. Juntar todas as informações sobre os consumidores do lado de mídia e do lado do relacionamento direto mantido por promoções ou D2C e conectar as duas partes de forma complementar Base única de consumidores E-mail / CRM marketing D2C e- commerce Call center Sites das marcas Promo sites Consumer IDs das agências ‘sabe onde e como os consumidores consomem mídia’ Consumer IDs da indústria ‘conhece todos os consumidores que interagem com as marcas’ Google IDs Facebook IDs Twitter IDs Pão de Açucar Consumer IDs Carrefour Consumer IDs Consumer IDs das ‘walled gardens’ ‘conhece todas as pessoas que visualizam as propagandas e seus interesses’ Consumer IDs dos varejistas ‘sabe o que as pessoas compram’Matching & compartilhamento INTERNO EXTERNO MAXiMiZAR O VALOR DO CiCLO DE ViDA DOS CLiENTES MAXiMiZAR O RETORNO DO iNVESTiMENTO DE MARKETiNG
  14. 14. AUTOMATIZAR ANALYTICS E USAR IA/ML PARA DECISÕES A disponibilidade de dados sobre a indústria no varejo é bastante limitada, mas à medida que os varejistas crescerem e Alimentos e Bebidas se tornar relevante, mais dados estarão disponíveis. A indústria deve estar preparada para capturar e processar essas informações de forma automática DATA LAKE Dados dos varejistas Dados internos Dados sobre consumidor Dados recebidos de 3os (Nielsen, etc) Dados dos sites (scraping) CAPTURA DOS DADOS PLATAFORMA PARA INGESTÃO E HARMONIZAÇÃO DE DADOS INSIGHTS & ANALYTICS Harmonização • Automação • Classificação e scoring • Provisão e revisão do usuário Algoritmo de IA e ML • Fator de priorização • Identificar variável (promoção, performance, etc.) • Termos de busca e captura de itens similares por palavra chave Exemplos: • Vendas e Market Share • Análise de margem de lucro • Análise de vendas • Mais vendidos por categoria • Analise da loja perfeita • Participação nas buscas • Analise de conteúdo e integridade • Avaliação dos clientes • Preço e promoções • Análise de OOS (Out of Stock) • Analise de supply chain e inventário Ingestão, limpeza e Harmonização • Modelo de dados • Validação • Procura • Mapeamento • Tratamento dos erros • Compliance • Qualidade ViSUALiZAÇÃOFONTES DE DADOS ACESSO AOS DADOS DE MODO SELF-SERViCE
  15. 15. ADOÇÃO E TESTE CONTÍNUO DE INOVAÇÃO A constante evolução de serviços existentes e a inclusão de novas start-ups no universao digital e mais especificamente em eCommerce requer que a indústria olhe sempre para fora e para seus competidores. É preciso avaliar parceiros externos consistentemente e criar sessões com incubadoras de start-ups para avaliar potenciais parcerias SEO dentro do site do varejista Gestão de avaliação dos clientes Clique para comprar / Aceleradores de tráfego Shopable solutions (recipes, lists, social...) Visibilidade completa das campanhas / promoções Entrega de campanhas ou promoções (cupons, etc) Novas formas de interação (IoT, VR, voz, etc.) AREA DE ATUAÇÃO EXEMPLO
  16. 16. PERGUNTAS

×